HRPA recebe biodigestor que transforma lixo orgânico em gás de cozinha

hrpa.para_261944721_599880261334303_2914144572721276002_n

O Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA) é o primeiro hospital do Sul do Pará a ter um aparelho de biodigestor, que transforma os resíduos produzidos na cozinha, como cascas de ovos, restos de alimentos e cascas de frutas em biogás, além de um fertilizante líquido que pode ser utilizado em plantações. Com capacidade para até 10 quilos de resíduos orgânicos por dia, o biodigestor é capaz de gerar de 5 a 7 horas diárias de biogás para cozimento.

No último dia 16, o Hospital Regional recebeu a visita do engenheiro da empresa Amazônia Tec, Rodrigo Hugo, e da coordenadora da SEMAS Regional Adriana Sales, para a instalação do aparelho, um biodigestor  Home biogás 7.0. A ação aconteceu por intermédio de um projeto estruturado pela Semas (Secretaria de Meio Ambiente e Sustentabilidade), em parceria com a Sema (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável).

Geração sustentável

A quantidade de biofertilizante gerada é diretamente proporcional à quantidade de resíduos inseridos no biodigestor, ou seja, para cada 10 quilos de resíduos por dia, 10 litros de biofertilizante serão gerados. O fertilizante produzido será doado para as hortas populares e para as escolas municipais que cultivam os seus próprios alimentos.

O equipamento é 100% autônomo e gera energia renovável, limpa e sustentável, sem o uso de eletricidade a partir do processamento dos resíduos orgânicos, transformando o que antes era lixo em gás de cozinha, gerando uma economia para o hospital e contribuindo com o meio ambiente. Para o engenheiro da empresa Amazônia Tec, Rodrigo Hugo, a implantação do biodigestor irá contribuir para o desenvolvimento sustentável. “Esse equipamento sozinho vai tratar de três toneladas e meia de resíduos ao ano, considerando que nenhum saco de lixo vai ser usado para descartar esse material, vai ser possível deixar de emitir mais de dez toneladas de gás carbônico ao ano, uma grande contribuição do HRPA para o meio ambiente”, diz.

Para a coordenadora da Semas, Adriana Sales, a instalação do biodigestor contribui para o desenvolvimento da comunidade também. “É de grande importância para o meio ambiente e para a conscientização dos trabalhadores, uma contribuição do estado para melhorar a qualidade de vida das pessoas”, comenta.

O Hospital Regional Público do Araguaia é mantido pelo Governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Saúde Pública do Pará. O HRPA é administrado pela Associação de Saúde, Esporte, Lazer e Cultura – ASELC.