Hospital Regional Público do Araguaia abre 10 novos leitos de UTI Adulto

up_ag_33864_441fbeea-592d-eb18-affa-86d597bb5f8c-1-1

O Hospital Regional Público do Araguaia (HRPA), localizado em Redenção, Sul do Pará, expande os atendimentos na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e abre 10 novos leitos para atender com melhor eficiência a população da região. Agora, o hospital conta com 19 leitos de UTI adulto.

As novas instalações foram montadas com todos os equipamentos necessários para garantir o melhor cuidado e segurança para o paciente crítico, além de contar com monitoramento por central de imagem para que os profissionais acompanhem em tempo real os sinais vitais e condições dos pacientes.

Para o coordenador da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), o médico João Henrique Silva Martins, estes novos leitos significam mais vidas atendidas e salvas, além de possibilitar a realização de um maior quantitativo de cirurgias eletivas que precisam de retaguarda de UTI. “A abertura desses novos leitos traz vários benefícios para os usuários, não apenas pela quantidade de vagas, mas também pela qualidade assistencial e segurança do paciente. É válido salientar que não só os casos graves de urgência médica, cardiológica e neurológica e de politrauma, mas também permitirá a realização de um maior número de cirurgias eletivas, principalmente dos pacientes que demandam uma retaguarda de terapia intensiva no pós-operatório imediato”, disse João.

As instalações já estão em funcionamento, possibilitando maior assistência no atendimento. João Henrique frisa que a missão do hospital nos atendimentos prestados está focada na qualidade da assistência e na segurança do paciente. “De uma forma geral, esses novos leitos vão fazer a diferença na região. Prezamos pela qualidade e segurança do paciente, a fim de garantir um atendimento eficiente e melhor desfecho do tratamento”.

O secretário adjunto de Políticas de Saúde, Sipriano Ferraz, disse que além de possibilitar a realização de mais procedimentos de alta complexidade no HRPA, dispor de mais leitos de UTI fortalece a retaguarda para casos de emergência em saúde pública. “Esses leitos são fundamentais tanto para reduzir a demanda reprimida de procedimentos eletivos como para o momento em que vivemos de permanente alerta em relação à pandemia de covid-19 e outras doenças respiratórias”, afirmou.

O Hospital Regional Público do Araguaia é mantido pelo Governo do Estado do Pará, através da Secretaria de Saúde do Estado, e administrado pela Associação de Saúde, Esporte, Lazer e Cultura – ASELC.

Texto de Débora Barbosa (HRPA)